Biomassa: Saiba quais são os principais tipos para geração de energia

mar 28, 2022 | Biomassa, Caldeiras, Informações | 0 Comentários

A indústria mundial está cada dia mais consciente quanto à geração de energia para os múltiplos processos. Por isso, há o investimento, crescente, em fontes energéticas sustentáveis, com protagonismo para a energia solar e eólica. Mas, no Brasil, o grande protagonista é a biomassa.

Por definição, ela é caracterizada como os derivados de matéria orgânica que podem ser utilizados na geração de energia. Assim, diferentemente dos combustíveis fósseis a mesma é renovável e sustentável.

Importante salientar que a biomassa é um termo muito amplo, já que engloba diversos materiais, que vão desde os resíduos da agroindústria até resíduos urbanos e industriais.

Dessa forma, convidamos você a entender as principais características da biomassa, assim como os principais tipos para geração de energia.

curiosidades sobre a biomassa | Engecass Caldeiras

Biomassa é a melhor alternativa energética do momento!

No amplo mercado relacionado à geração de energia, a biomassa é citada como sendo uma das melhores alternativas energéticas para o futuro. Mas isso não é mais uma verdade, afinal a ela é o combustível do presente no Brasil.

Na atualidade é cada vez mais recorrente a busca por soluções que visam diminuir a emissão de gases na geração de energia, reduzindo o efeito estufa e o aquecimento global. Nesta conjuntura a biomassa se confira como uma das melhores opções, por ser uma fonte de energia limpa, sustentável e renovável.

Ele é não poluente, apresenta acesso fácil e rápido, além de não depender do curto da natureza para a formação, já que a renovação acontece por meio do ciclo do carbono.

Nele, a queima da biomassa libera CO² na atmosfera e as plantas, através da fotossíntese, transformam esse CO² nos hidratos de carbono, liberando oxigênio.

 

Principais tipos utilizados na geração de energia

Como vimos anteriormente, a principal vantagem da geração de energia a partir da biomassa é o fato de essa ser uma fonte renovável e limpa, responsável por gerar altos volumes energéticos de forma sustentável.

Mas além dessas vantagens, é importante ressaltar que muitas são as fontes de biomassa que podem ser utilizadas na geração de energia, dentre as quais podemos ressaltar:

 

1. Pellets de madeira

O Brasil é um grande produtor florestal, por consequência, há grande produção de resíduos granulados da madeira, conhecidos como pellets, excelentes fontes de biomassa energética.

O aproveitamento dessa biomassa decorrente de operações florestais é uma excelente opção. Após a colheita, os resíduos são desidratados e transformados em cilindros milimétricos, resultando em um combustível que possui rápida e eficiente queima.

 

2. Cascas de arroz

A casca de arroz é um dos tipos mais comuns de biomassa energética. Essa forma de biomassa possui alta capacidade na geração de energia.

As cascas são convertidas em partículas milimétricas para, então, serem adicionadas ao carvão. Com isso há um significativo aumento da eficiência e o potencial de combustão desse produto.

 

3. Cascas de coco verde

O coco é uma das matérias-primas mais versáteis encontradas na natureza quando o assunto é geração energética. Enquanto biomassa, tanto sua casca quanto seu fruto, apresentam alto teor calorífico, permitindo uma eficiente queima.

Suas cascas, em específico, quando transformadas em briquetes, são excelentes substitutas para a lenha.

 

4. Derivados de Eucalipto

A madeira de eucalipto é outra excelente formadora de biomassa para geração energética. Um hectare de floresta cultivada de eucalipto consegue produzir 25 toneladas de biomassa por ano. Com isso, em termos energéticos, o eucalipto é uma forma de biomassa muito mais promissora e eficiente que a cana-de-açúcar.

 

5. Ouriço da castanha

Da mesma forma que as cascas do coco, o ouriço da castanha é um material orgânico altamente versátil, podendo ser utilizado na geração energética com eficiência.

Tecnicamente, essa é uma biomassa de alta densidade energética, por isso é frequentemente utilizada como lenha em operações de combustão intensa, como é o caso da siderurgia e a indústria metalúrgica.

 

6. Bagaço de cana

Esse é, possivelmente, o exemplo mais emblemático quando falamos de biomassa na geração de energia. No Brasil, a cana-de-açúcar é o principal elemento na produção do bioetanol.

Inclusive, o Brasil configura-se como uma referência mundial, tanto no manuseio quanto na transformação dessa biomassa — que, mesmo não apresentando elevada eficiência, entrega resultados bastante promissores.

Por fim, é sempre importante lembrar que os combustíveis fósseis um dia vão acabar, consequentemente tendem a ficar mais caros conforme vão se tornando mais escassos.

Portanto, pelas características do Brasil agrário, a aposta na biomassa se configura como uma estratégia inteligente, ao passo que gastamos menos para adquirir suas fontes e conseguimos preservar a natureza, controlando os níveis de dióxido de carbono lançados à atmosfera.

 

Para saber mais sobre a geração de energia a partir da biomassa continue acompanhando nossos outros artigos no blog Engecass.

 Conheça a cogeração de energia a partir da biomassa

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook GRÁTIS

Ebook

Conheça a cogeração de energia a partir da biomassa

Catálogo de Produtos Engecass Divisão vapor

Catálogo Engecass VaporConheça nossa linha completa!