Saiba como funciona cada tipo de caldeira a vapor

jan 19, 2021 | Caldeiras | 0 Comentários

A caldeira a vapor é um equipamento amplamente utilizado em processos industriais, comerciais e até em residências. A principal função é gerar vapor, aplicando energia térmica à água.

Esse vapor gerado pela caldeira será usado para aquecer um ambiente específico, em um processo chamado de calefação, assim como energizar ou movimentar variados tipos de máquinas no âmbito industrial.

Mas, apesar do uso comum em muitos processos, não são todas as pessoas que sabem como é gerado esse vapor, nem como é o funcionamento de uma caldeira a vapor.

Acompanhe nosso artigo de hoje e saiba o que são e como funcionam as caldeiras a vapor!

O que é uma caldeira a vapor?

De maneira geral, a caldeira a vapor é um equipamento destinado à geração de vapor em larga escala por meio da transformação da água. Para isso são utilizados diferentes tipos de combustíveis, tais como óleo diesel, gás natural e variadas formas de biomassa (como derivados de madeira, resíduos agroindustriais e cana-de-açúcar).

A definição mais utilizada para caldeiras a vapor é a presente na NR-13:

Caldeiras a vapor são equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão superior à atmosférica, utilizando qualquer fonte de energia, excetuando-se os refervedores e equipamentos similares utilizados em unidades de processo”.

Vale ressaltar ainda que a caldeira a vapor foi um equipamento que evoluiu muito ao longo dos anos, melhorando principalmente a eficiência de combustão e a segurança de operação.

A evolução dos protótipos iniciou-se durante a primeira Revolução Industrial, no século XVIII. Elas foram desenvolvidas para diminuir os inconvenientes causados pela queima excessiva do carvão.

Com o advento da caldeira a vapor, a combustão passou a se concentrar em apenas um ponto da indústria, com o calor gerado sendo distribuído através das tubulações 

Funcionamento de uma caldeira a vapor

Como já citado anteriormente, a caldeira representa um equipamento destinado à geração de vapor. Para isso são adotados instrumentos térmicos que possuem a finalidade de, via combustão, transformar água em vapor.

Para isso, podem ser adotados dois métodos: o tubo de fogo e o tubo de água. Estes métodos, inclusive, dão nome aos tipos de caldeiras mais comuns respectivamente: Caldeira flamotubular (fogotubular) e caldeira aquatubular.

Dessa forma, para explicar como se dá o funcionamento de uma caldeira a vapor é preciso que conheçamos um pouco mais sobre os tipos de caldeiras mais comuns.

Caldeira Flamotubular

De grande importância para o setor industrial, as caldeiras flamotubulares recebem essa denominação devido a forma como é realizado o processo de combustão no interior.

Dentro delas circulam os gases que farão a combustão. Ao redor dos tubos, temos a presença da água que será aquecida pelo calor presente nos tubos.

Como característica central, a caldeira de tubo de fogo suporta locais de baixa pressão, temperatura e demanda de vapor.

Caldeira Aquatubular

Diferentemente do modelo flamotubular, nas caldeiras aquatubulares, será a água que passará dentro dos tubos, sendo transformada em vapor ao passar pelas tubulações. Já a combustão dos gases ocorre na parte externa dos tubos.

As caldeiras aquatubulares têm por característica suportar altas pressões e temperaturas, além de produzir grande quantidade de vapor, oferecendo maior eficiência na produção.

Exatamente por isso, esse tipo de caldeira costuma ser utilizada principalmente na geração de energia em usinas termelétricas, por exemplo. Apesar disso, há a possibilidade de desenvolvimento de projetos menores para utilização em processos industriais.

Caldeira mista

Há ainda um terceiro modelo de caldeira a vapor, com características híbridas, ou seja, misturam o processo de combustão tanto das caldeiras flamotubulares quanto das caldeiras aquatubulares.

Mas, independentemente do tipo de caldeira a vapor adotada, o combustível é um item essencial, devendo ser fornecido para a criação de calor e vapor. Essa temperatura é regulada por um termostato, indicando a temperatura existente na caldeira.

Assim que a água é aquecida, ela é transformada em vapor, que será bombeado para um circulador, através de outro tubo, seguindo para as áreas que farão uso deste elemento.

Por fim, é importante ressaltar que em cada uma das caldeiras a vapor há uma indicação de acordo com o volume de produção desejado. Por isso, vale a pena entrar em contato com a Engecass Caldeiras para conhecer o catálogo da divisão vapor e definir o modelo que mais se enquadre às necessidades.

Gostou deste conteúdo? Então acompanhe o blog da Engecass Caldeiras e saiba mais sobre caldeiras e seus componentes. 

Conheça a cogeração de energia a partir da biomassa! | Baixar eBook | Engecass Vapor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook GRÁTIS

Ebook

Conheça a cogeração de energia a partir da biomassa

Catálogo de Produtos Engecass Divisão vapor

Catálogo Engecass VaporConheça nossa linha completa!